Páginas

sábado, novembro 28, 2009

Quero-a em mim


Errei  e quero acertar,
como errante me vi ao caminhar
E a lucidez começa a ir embora
Estou perdendo o que quero agora
Tão distante me deixei,
Tão só andei
E me encontrei em outra pessoa
Que hoje voa pra longe
Pra ver se eu também continuo
Mudo, quero gritar
meu amor que eu encontrei no rio e no mar
Tão singela e bela,
Sigo querendo resgatar o nós de ontem
Das mangueiras e das praças,
das noites frias esquentadas por quem abraça
E não vai pra longe pois te quero perto
Talvez seja um real garoto incerto
mas te ter aqui me dá uma certeza:
Você me presenteou com outro começo de vida, a que quero com você.

2 comentários:

Didi. disse...

Não precisa querer o que já se tem!

Camilla para os menos íntimos... disse...

sabia que eu brincava contigo quando eramos pequenos?

sinta-se a vontade para me visitar no meu blog, gostei muito dos teus escritos...
já sou sua seguidora... rs!

axé Odara!