Páginas

quarta-feira, junho 30, 2010

Saudade de uma Flor



Meu amor, sei que não sou tão romântico
Estranho e cavalgante, só quero te sentir
Te envolver como um manto
Esperar a noite cair

E de lá amanhecer
De longe ou perto do sol
Olhando ou não a lua
Só ter a saudade como boa
Porque deixa nossa alma nua.
Nua de um pra outro
Outrora amor de muito
Que vira amor em dobro

E por esse querer, te espero
Esmero nossa união
Como todas as flores que te entreguei
desabroxadas ou em botão.

Nosso amor derruba barreiras e corta qualquer trovão
Em nós, somos um só.

segunda-feira, junho 07, 2010

sábado, junho 05, 2010

Frenesi

Há algo em mim
Parece vulcão
Explode, aquece, dá vontade
Vontade de continuar até cair.

Frenesi.

quarta-feira, junho 02, 2010

terça-feira, junho 01, 2010

Ato Espontâneo

E aqui quero estar.
Gritando! Escapando minha ira contra o que não posso lutar
Cantar, falar, afagar a pele em chaga dos que sentem a mesma dor
Amor do ardor que a música distorcida causa
Alívia em certa pausa
O que temos no peito e não pára de trovejar...
Vontade!

Se pudesse ser ouvido por toda alma, Entenderiam que isso é como respirar.