Páginas

segunda-feira, março 24, 2008

Produto do Meio


Produto do meio
Entorpecido eu me sinto
alentando minhas feridas
calos de pessoas que se foram
e continuam indo

E eu quero tanto tudo
que acabo me enchendo
e andando, e andando
pra chegar ao fim

Nunca acontece
mas desaparece e explode de novo
com tudo o que tinha dentro
fazendo uma ferida maior
outro rastro de horror

Que estranhamente se torna amor
de tudo e todos
da vida dos outros
que te ouvem e não
pois são e não estão

Dentro do peito
entorpecido e marcado
seco e dilacerado
produto do meio.

3 comentários:

Shakadal disse...

SECURITY CENTER: See Please Here

Zololkis disse...

See Please Here

Gardagami disse...

See Please Here