Páginas

sexta-feira, abril 30, 2010

Alimento Amor



Ah! quero viver!
Quero sim, quero amar...
Amor esse que vem com cheiro de mar
Calmo, violento, vasto

Quero voar, como céu sobre
Encoberto com nuvens de desenhos
Cheio de som que a gente ouve
Quando a brisa passa no tempo lento que temos

E é música, ondas, vento e popa
Navega e vai de encontro
Uma alma à outra

E com calmaria ou estrondo
Vida vive, alma come
Alimento Amor, que mata a fome e nunca some.

3 comentários:

Camilla Aloyá disse...

não sei se viu, mas veja esse...

http://poemasecaminhos.blogspot.com/

jefhcardoso disse...

Olá! Pensei em uma maneira de falar e homenagear a todos que tanto vêm me incentivando com o carinho e apoio que me doam.
Escrevi uma crônica pensando em nós blogueiros. Falei sobre o que penso ser o blog para nós. Você pode concordar ou discordar; pode também acrescentar; mas não deixe de opinar. Leia e entenderá por que a sua opinião é indispensável para mim e para todos blogueiros.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Didi. disse...

(L)